Anuncie

Pinacoteca do Estado de São Paulo contrata seis pessoas trans para seu quadro


A Pinacoteca do Estado de São Paulo divulgou contratação de seis pessoas trans que integravam o Programa Transcidadania para compor seu quadro de colaboradores. O feito só foi possível por conta de um trabalho realizado há alguns meses pelo Departamento de Políticas para LGBTI, por meio do Centro de Cidadania LGBTI Luana Barbosa dos Reis localizado na região norte da cidade.

O Centro de Cidadania ministrou uma série de palestras e sensibilizações de temática LGBT para os colaboradores da Pinacoteca, abrindo portas ao conhecimento, respeito e inclusão aos cidadãos trans. Nesse contexto, surgiu o tema empregabilidade trans e em acordo com os colaboradores do museu, foi estudada a possibilidade de contratação de pessoas trans no quadro de funcionários.

Para Maude Salazar, Coordenadora do Centro de Cidadania LGBTI na Região Norte, a contratação de seis pessoas trans de uma só vez na Pinacoteca abre um precedente para o movimento LGBT. Ela falou em nota no site da prefeitura: “Isso mostra que cada vez mais as empresas estão interessadas em dar oportunidade, respeitar e empoderar essa parcela da sociedade que sempre teve que lutar para conseguir o mínimo de respeito, dignidade e visibilidade”.

Segundo Ivan Batista, Diretor de Políticas para LGBTI, esse resultado é reflexo da melhoria do Programa Transcidadania, que com sua descentralização, ganhou capilaridade e força para chegar a lugares onde não tinha chegado. “O Trancidadania vem fechando diversas parcerias para empregabilidade e formação profissional, isso é um grande avanço para a política pública”, complementa Ivan.

Programa Transcidadania

O objetivo do programa é oferecer condições para elevação da escolaridade, qualificação profissional e preparação para o mercado de trabalho para travestis, mulheres trans e homens trans, promovendo autonomia financeira com a execução de atividades educacionais e/ou profissionalizantes.

 

O Programa Transcidadania está presente nos 4 Centros de Cidadania LGBTI:

Centro de Cidadania LGBTI Luiz Carlos Ruas (Região Central)

Rua Visconde de Ouro Preto, 118 – Consolação

Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

Telefone: (11) 3225-0019

 

Centro de Cidadania LGBTI Laura Vermont (Zona Leste)

Avenida Nordestina, 496 – São Miguel Paulista

Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

Telefone: (11) 2032-3737

 

Centro de Cidadania LGBTI Luana Barbosa dos Reis (Zona Norte)

Rua Plínio Pasqui, 186, Parada Inglesa

Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

Telefone: (11) 2924-5225 | 2894-2957

 

Centro de Cidadania LGBTI Edson Néris (Zona Sul)

Rua São Benedito, 408 – Santo Amaro – São Paulo-SP

Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

Telefone: (11) 5523-0413 | 5523-2772

08 mar 2018


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Segundo delegada, Matheusa foi “julgada” antes de ser morta por traficantes

Segundo delegada, Matheusa foi “julgada” antes de ser morta por traficantes

em LGBTFOBIA

A intolerância fez mais uma vítima na comunidade LGBT.

Principais empresas japonesas voltam seus olhos para os consumidores LGBT COMPARTILHE!

Principais empresas japonesas voltam seus olhos para os consumidores LGBT COMPARTILHE!

em Atitude

Os principais varejistas e fabricantes do Japão estão começando a prestar mais atenção em consumidores que se identificam como LGBT

Dois estados norte-americanos aprovam projetos-lei de adoção anti-L

Dois estados norte-americanos aprovam projetos-lei de adoção anti-L

em LGBTFOBIA

Os estados norte-americanos do Kansas e de Oklahoma aprovaram, entre quinta e sexta-feira, legislações que permitem às agências de adoção religiosas não entregar crianças a casais do mesmo sexo.

Grupo LGBT quer entrar com mandado de segurança contra reforma no Arouche

Grupo LGBT quer entrar com mandado de segurança contra reforma no Arouche

em Política

A intervenção foi aprovada nos órgãos de patrimônio municipal e estadual.

Anuncie