Anuncie

Copa 2018 na Rússia: conheça detalhes sobre locais onde ser LGBT é perigoso e como viajar seguro


Como todos sabem, infelizmente ainda existem alguns países que são definitivamente perigosos e não aconselháveis para uma visita do Turista LGBT. Mas existem maneiras corretas em viajar com planejamento e muito conhecimento sobre os destinos que serão visitados e com a Copa 2018 chegando é bom estar ligado em algumas dicas.

Viajar para uma capital da Europa ou Estados Unidos é bem mais simples, afinal sua preocupação deverá estar em se divertir e aumentar sua cultura, não com sua segurança física.  Mas também requer alguns pontos como período do ano, qual o seu orçamento, o que deseja conhecer daquele local como festas, parques, eventos, museus etc.

Mas voltando aos países com regras internas mais complexas para um turista LGBT, divido minhas experiências sobre o Egito, Rússia e Emirados Árabes Unidos, para onde fui e voltei sem nenhum problema com polícia, mas cheio de novidades e novos conhecimentos.

Para o Egito, fomos a um cruzeiro fretado que parou em Alexandria e na noite anterior, todos a bordo foram reunidos no teatro do navio para uma “palestra informativa” sobre como se comportar nos passeios que faríamos. A principal preocupação foi com o respeito à religião do país e também ao fato de que iríamos desembarcar num dia de Ramadã, dia sagrado no calendário islâmico, durante o qual os muçulmanos devem jejuar do levantar ao pôr do sol.

Pediram-nos para sermos discretos com as roupas, sem muita ‘frescura’, mas sem shorts ou camisetas justas. Levar um boné ou chapéu e ser muito respeitoso com todos. Visitamos as Pirâmides os mais de 2 mil turistas, gays em sua grande maioria, foram recebidos com uma festa, sem nenhum rapto ou contratempo.

Sobre a Rússia, a história do país é muito desafiadora, muito triste em várias passagens, mas com grandes vitórias e construções maravilhosas para visitar e curtir. A comida é deliciosa, o idioma complicado e só os jovens falam inglês. E como turista gay, fomos num grupo de amigos para São Petersburgo, cidade que podemos dizer ser a soma de Paris e Veneza. É lindo, não perca se lhe aparecer uma oportunidade. Se vai assistir á Copa 2018, é bom se inteirar sobre as leis anti-LGBT que estão rolando por lá.

O cruzeiro fez uma festa na única discoteca gay da cidade e foi um sucesso. Todos voltaram ao navio e deu tudo certo com seus visitantes. Alguns americanos não desceram do navio, pois não queriam deixar seu dinheiro num país ‘homofóbico’.

Dubai e Abu Dhabi entraram de vez como destinos para brasileiros e com grande sucesso. São cidades incríveis com seus maravilhosos edifícios modernos, altíssimos, contraste incrível com o deserto ao seu redor. 

09 mar 2018


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Segundo delegada, Matheusa foi “julgada” antes de ser morta por traficantes

Segundo delegada, Matheusa foi “julgada” antes de ser morta por traficantes

em LGBTFOBIA

A intolerância fez mais uma vítima na comunidade LGBT.

Principais empresas japonesas voltam seus olhos para os consumidores LGBT COMPARTILHE!

Principais empresas japonesas voltam seus olhos para os consumidores LGBT COMPARTILHE!

em Atitude

Os principais varejistas e fabricantes do Japão estão começando a prestar mais atenção em consumidores que se identificam como LGBT

Dois estados norte-americanos aprovam projetos-lei de adoção anti-L

Dois estados norte-americanos aprovam projetos-lei de adoção anti-L

em LGBTFOBIA

Os estados norte-americanos do Kansas e de Oklahoma aprovaram, entre quinta e sexta-feira, legislações que permitem às agências de adoção religiosas não entregar crianças a casais do mesmo sexo.

Grupo LGBT quer entrar com mandado de segurança contra reforma no Arouche

Grupo LGBT quer entrar com mandado de segurança contra reforma no Arouche

em Política

A intervenção foi aprovada nos órgãos de patrimônio municipal e estadual.

Anuncie